sexta-feira, dezembro 02, 2005

Tenho mais uma alcunha

Por não gostar da generalidade das ideias políticas daqueles que se elevam com orgulho por se intitularem de esquerda, em Portugal, verdadeiros paladinos da moral e heróis da liberdade (porque parece que ninguém, além dos comunistas e socialistas, se opôs à ditadura do Estado Novo), resolvi declarar-me de direita. Na faculdade, já me chamaram de fascista, uns por brincadeira, outros por me ouvirem dizer mal do PREC. Nunca se lembraram de me chamar de reaccionário. Como ainda ninguém me explicou exactamente o que é que define um fascista, desses que personificam Satanás e por isso não têm direito a opinião, nunca soube bem se me depreciavam.
Agora é a vez do dono absoluto da verdade e da justiça, social ou não, o Dr Francisco Anacleto Louçã, me atribuir uma alcunha. Atribuiu-a a toda a direita em que me incluo, sem-vergonha que sou. Apelidou-me de troglodita. Humildemente, agradeço.

11 comentários:

Anónimo disse...

Com essa cara, eu não teria alcunhado melhor.
Porra, és mesmo feio.

GoEThe disse...

Mais vale um gajo feio conhecido do que um alcoólico ANÓNIMO, já dizia o ditado.

Elise disse...

louçã who? ;)

bom fds

AA disse...

Qual é o mal dos AA ??

ZP disse...

Cm tb não sabia dar uma definição exacta do que seria fascismo fui procurar numa enciclopédia:

Fascism (in Italian, fascismo), capitalized, was the authoritarian political movement which ruled Italy from 1922 to 1943 under the leadership of Benito Mussolini. Similar political movements, including Nazism, spread across Europe between World War I and World War II. Fascism generally attracted political support from big business, landowners, and patriotic, traditionalist, conservative, far-right, populist and reactionary individuals and groups. Classical fascism has also inspired contemporary neo-fascist organizations.

e ainda na mesma definição (um pouco mais a frente):

There is also controversy surrounding the question of what political movements and governments belong to fascism. The most restrictive definitions of fascism include only one government - that of Benito Mussolini in Italy. The broadest definitions, on the other hand, may include every authoritarian state that has ever existed. Fascism is always associated with a very high degree of nationalism, and, after it attains political control of a country, involves a powerful, dictatorial state that views the nation as superior to the individuals or groups composing it. Fascism also typically calls for the regeneration of the nation and uses populist appeals to unity (Griffin).

Mais uma vez não me parece que ser chamado fascista seja uma coisa agradavel...

ZP disse...

Depois procurei melhor e encontrei aquela que acho que quando usam a palavra fascismo querem dizer:

a political philosophy, movement, or regime (as that of the Fascisti) that exalts nation and often race above the individual and that stands for a centralized autocratic government headed by a dictatorial leader, severe economic and social regimentation, and forcible suppression of opposition

GoEThe disse...

O ZP é uma fonte de cultura. E peço desculpa a todos os AA's. Não os quis incluir no meu comentário, era só para Aquele Anónimo.

Anónimo disse...

Desde que vi aquela cara não consigo dormir. Tenho pesadelos, vómitos... mãe, porque me deste olhos mãe... para isto?

Gonçalinho disse...

Se este é o mesmo anánimo que prometeu não voltar a ler este blogue, faltou à palavra. ;)
A sorte é que eu não tenho problemas com esses comentários... Até lhes acho piada, e espero ser essa a intenção.

Anónimo disse...

É claro que sim Gonçalinho. Mas que és feio... é pá, tens de admitir. A vida é bela, não é?

Gonçalinho disse...

Tem fases, a vida.