domingo, dezembro 04, 2005

Esquizofrenia

Tanto Louçã, como Jerónimo de Sousa, o confirmam: Não estão na corrida para a Presidência da República. Candidatam-se para fazer campanha.
Em que é que isso beneficia a eleição do próximo PR? Em nada. Têm ambos os mesmos dois objectivos pouco presidenciais: não perder tempo de antena, por alturas da campanha, para dizer mal do Governo de Sócrates; e ajudar derrotar o enviado do demónio dextro, Cavaco Silva.
Sendo assim, candidatam-se contra o Governo, e a favor do PS... Ou de Manuel Alegre, deputado do PS.

7 comentários:

abtursio disse...

cada batalha tem o seu objectivo, e se o seu objectivo e derrotar a direita estão no seu perfeito juizo, e não é a penas uma das seu personalidades esquizo a manifestar-se

GoEThe disse...

abtursio - O problema é que acaba tudo por perder o significado. Quando Governos caem porque o partido que os apoia perdeu umas eleições municipais, algo está pervertido. Não acharias um bocado estranho se, depois destas eleições, quando o Soares perder, o Governo se demitisse?

Gonçalinho disse...

Nem mais Goethe. As eleições são presidenciais, devem candidatar-se na esperança de vir a ser PR. Tal como nas legislativas se elegem os deputados, e não o PM.

abtursio disse...

eu falo chines

abtursio disse...

goethe, não percebi o que é que eu escrevi com os factos por ti levantados. primeiro num sistema eleitoral como o nosso em que o voto não é obrigatorio, se os partidos não se insurgirem e não vieram para a rua fazer campanha ou mostarem que ainda existem, nem que seja para apontar o que esta errado no pais a abstenção reina e é maioritaria. se não fore assim se os partidos não se mostrarem nem que seja nas campanhas politicas o povo, que em portugal ainda tem muita falta de escolaridade e ja agora de "percebe", não ficam a saber quais são os erros que são cometidos pois é apenas nas campanhas politicas que o povo contacta com a realidade politica portuguesa, pois o canal parlamento não é nem de longe nem de perto o canal com mais audiencias. eu não falei de demissões que outros governos apresentaram apenas por fracos resultados no pais, resultados esses que foram fruto da ignorancia de um povo que nas autarquicas para castigar o governo em actividade votou maioritariamente em partidos da oposição numas eleições em que acima das cores partidaris deveria estar um reflexãop profundas dos municipes no trabalho elaborado pelo anterior mandatario dee cada municipio, ou seja esse resultado so por si demonstrou que o povo não sabe na sua maioria como votar, que fala neste tipo de escrutinio fala das eleições europeias em que o povo tenta penalizar os governos.mas voltando ao inicio se os partidos de esquerda tem em vista um extrategia que em conjunto pode levar a uma derrota do candidato "independente" pois muito bem deverão avançar. Ate por que para o problema proposto pelo gonçalo existe a segunda volta onde apos o primeiro escrutinio são peneirados todos os candidatos ate ficarmos com 2. Mais se os partidos de esqueda não apresentassem candidatos seria um favor ao cavaco silva pois a abtenção seria a grande vencedora, mais em portugal rege a maxima dos clubes como eu lhe chamo, a grande maioria vota porque o partido é como se fosse um clube para o qual tem uma grande empatia, empatia essa não derivada das poiliticas de cada partido.
pronto aqui esta um grande texto, por certo terão enumeras palavras para deturpar tudo o que disse, e para contraporem com argumentes que não coluquei

GoEThe disse...

abtursio - N foi minha intenção deturpar nada do que disseste. Se assim o entendeste, peço desculpa.
Eu apenas digo que os candidatos devem querer ser eleitos para os cargos qe se candidatam. Não concordo contigo que o povo seja ignorante. Apenas estou a dizer que se os partidos conduzem qualquer eleição para derrubar o governo, os votantes também pensam que se votarem nos partidos de oposição ao Governo, ele há-de cair. E assim, não interessa muito ter bons candidatos aos cargos porque o que vai ser votado é a actuação do Governo e não as capacidades dos candidatos.
Acho engraçada a tua analogia com os clubes e subscrevo.

abtursio disse...

sim isso tambem é verdade e acabo por ser um pouco uma causa da ideiologia que apoiei, contudo neste caso particular eu acho que os partidos mais que derrubar as ideias do governo em actividade querem é unificar os votos de esquerda, apesar de não haver apenas uma candidatura de esqueda.
quantos as desculpas entre amigos elas não são necessarias