quarta-feira, dezembro 21, 2005

O tempo é curto e a palavra longa

A falta de tempo, nesta época plena de afazeres, principalmente tendo família aqui no Porto a limitar-mo mais ainda, obriga-me a deixar a actualização dos meus devaneios demoníacos para segundo plano. Mas resistirei à tirania apressada dos ponteiros, nem que para isso tenha que alongar as minhas insónias!

1 comentário:

Pinto Ribeiro disse...

Bom dia Kamarada. Relaxa...