sábado, dezembro 10, 2005

Mahmoud Ahmadinejad, o iluminado

Que o Holocausto não foi a maior das matanças em massa por que passou a Humanidade, não tenho nenhuma. Mas que o evento histórico existiu, não tenho muitas dúvidas, amigo Mahmoud, nem de que foi uma ideia própria de fraca moral. Foi uma ideia parecida com as daqueles que agora pretendem empurrar um povo inteiro para o mar, como os seus amigos do Hammas. (Mas é a opinião dele, e por mais que se discorde, não podemos proibí-lo de a ter, nem de a publicitar)
Agora, transferir Israel para a Europa, mais ainda para a Alemanha e/ou a Áustria, não deixa de ser uma piada irónica, de um surpreendente e perspicaz humor. Não será que o grupo do Gato Fedorento lhe anda a escrever os discursos?
A verdade é que a primeira ideia dos Americanos era algo no género. Tentaram impingir os Judeus a Salazar, para que os metesse nos Açores. Salazar mandou-os, obviamente, darem uma volta ao bilhar grande. (Aliás, não haverá muito mais espaço por terras do Tio Sam?)

3 comentários:

Pinto Ribeiro disse...

O presidente iraniano é uma feliz surpresa. Mas mandar os gaijos para a europa?...ke mal fiz eu?...o melhor é akabar kom eles. Mesmo ke seja politikamente inkorrecto. e resta saber se o holokausto não foi a únika invenção do stalin ke veio a kalhar para muita gente. mesmo sabendo ke morreram judeus. mas o holokausto é a garantia de manutenção de um estado terrorista e ilegal ke devia desaparecer do mapa. e isto tbém é politikamente inkorrecto. bom domingo.

Elise disse...

os muçulmanos europeus devem ter delirado com esta proposta! :p

cough, cough

deumus disse...

...mas foram os católicos europeus quem sempre os perseguiu...LOL!