quinta-feira, janeiro 26, 2006

Sexo: porque a vida também tem disto

Reflectia eu em silêncio, no conforto do meu leito, quando ouvi uma voz feminina em nítida dificuldade respiratória. Cheguei a pensar que fosse espirrar, no meio da minha inocência, mas logo notei que a vocalização era mais gutural que nasal, e que o espirro sobe de tom e não acelera daquela maneira. Pensei logo: "alguém se diverte à fartazana, aqui no quarto de cima". O volume aumentou um pouquinho sem mudar a disposição feminina, pareceu-me, como se apenas quisessem que eu ouvisse melhor. Durou pouco mais que um minuto, minuto e meio. Tive pena do interveniente feminino, sem pensar que a festarola pode ter começado muito antes.
Dei por mim a pensar que se eu ouço o regabofe alheio...

4 comentários:

spartakus disse...

Minuto e meio. Subscrevo. Boa tarde Kamarada.

Anónimo disse...

Finalmente sexo neste blog. Irra, só politica...

O anónimo feio

Elise disse...

lol

Anónimo disse...

So minuto e medio?? pobre mulherinha... jehejeje.