sexta-feira, janeiro 27, 2006

Memória curta

Sócrates acusou Marques Mendes de dizer mal de certas políticas que anteriormente defendeu, só para ganhar votos dos descontentes. E rematou dizendo que os Portugueses não vão nisso. Se calhar já não se lembra da campanha eleitoral que lhe rendeu uma maioria absoluta...
Mesmo assim não posso deixar de lhe dar razão, em relação a todos os partidos que se alternam no poder e na oposição.
Mas a culpa é do eleitor que, como um peixe que tem mais olhos que barriga e se atira ao isco que se apresenta fácil de apanhar, escolhe sempre aqueles que prometem rios de mel e costas quentes.

8 comentários:

cristiana disse...

Concordo, essa gente por aí só vê PS PSD à frente, como se não houvesse alternativa, mas há!!!

spartakus disse...

é. viu-se com a eleição do labrego de boliqueime. boa tarde Kamarada.

Adryka disse...

Sabes Gonçalinho, nesta democracia em que vivemos vale tanto o voto do alcoólico do analfabeto, como o voto dos que tens consciencia e saber sobre os problemas deste país, vivemos num pais de analfabetos e pessoas mal formadas, como achas que é o resultado das eleições!!!
beijinhos

Aves Raras disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Aves Raras disse...

Durão Barroso ganhou legislativas após prometer que não aumentaria os impostos. Depois, alegou que a situação estava muito pior do que era possível imaginar, e aumentou o IVA em 2%.

José Sócrates ganhou legislativas após prometer que não aumentaria os impostos. Depois, alegou que a situação estava muito pior do que era possível imaginar, e aumentou o IVA em 2%.

Alguém detectou aqui um padrão?

Aves Raras disse...

Adryka,
Sem querer começar uma grande discussão, o comentário parece-me exagerado.
"Nesta democracia em que vivemos", como em qualquer democracia que o seja realmente, todos (os maiores de idade) temos direito exactamente a um voto independentemente do no nosso sexo, raça, religião, clube de futebol, capacidade de discernimento, deficiências físicas, idade, conhecimentos sobre economia, política, filosofia, botânica, ...

A alternativa seria deixar as decisões a uma elite culta, esclarecida, inteligente, sóbria... Isso é que não é seguramente democracia. De resto, como é que se decidia quem era ou não dessa elite?

Anónimo disse...

São os políticos que nós temos, se todos votassem em branco iria dar muito que pensar…

black hair

Elise disse...

se a alternativa a sócrates for marques mendes nas próximas legislativas (que espero que sejam na data prevista), voto sócrates.

apesar de alguns devaneios sérios, ele tem feito algo de positivo.