quinta-feira, maio 05, 2005

Outra vez a Igreja dos preservativos...

Houve um comentário ao post "Igreja e preservativos", que me chamou a atenção (Abtúrsio). Desta vez não foi pela positiva. Meu caro, inquisição já não existe. Ninguém é castigado por usar o preservativo... Existem muitos grupos da sociedade civil que podem insistir no uso das borrachinhas, mas a igreja não é um deles.
Também não é responsabilidade de igreja educar o Mundo inteiro acerca dos métodos contraceptivos, uma vez que a igreja defende a relação sexual de exclusividade entre casais, e pretende que tenham filhos. Compete aos pais, à sociedade, eventualmente às escolas, fazer esse tipo de educação.
Pensemos doutra forma: vi na SICnotícias, um dia destes, um documentário da BBC filmado em Moçambique. Neste ouvi uma mulher dizer que apanhou o VIH do marido, que deu uma (ou mais) facadinha no casamento sem usar protecção (não, não me refiro ao capacete nem ao cinto de segurança), e que se a igreja não o condenasse, ele poderia tê-la usado. Tanto quanto sei, a igreja também condena as facadinhas no casamento, mas nem por isso o marido em questão deixou de as praticar... Se ele não usa o preservativo, num acto condenável pela igreja, só porque o Papa o proíbe, então não passa de um grandessíssimo hipócrita, ou de alguém muitíssimo mal informado.
Considero um apelo à hipocrisia exigir-se que a igreja publicite o uso de preservativos. É, além disso, uma atitude digna de Pilatos responsabilisar os outros, em vez da sociedade civil em geral.
Eu digo: usem o preservativo, protejam-se de tudo e mais alguma coisa! Mas isso sou eu... não é a igreja.

4 comentários:

abtursio disse...

eu tambem não disse que santa inquisição ainda existe, se bem que não podemos afirmar com toda a certeza, contudo a opinião do papa conta bastante mesmo para aqueles que não são catolicos, e ao condenar o uso do perservativo a meu ver erra, mas não passa de uma opinião. tambem nunca ouvi um papa vir a televisão dizer explicitamente para não darem facaditas no matrimonio, tabem fazem referencia aos mandamentes mas a maioria dos parolos que são afectados pela sida conhecem jesus e é um palmo pedir para eles saberem os mandamentes, é pedir muito. ate porque a mioria dos parolos nem sabem o significado da palavra cobiça. acho que a sida existe e devemos tentar unir esforços para a combater.

Gonçalinho disse...

um bom católico sabe os mandamentos

abtursio disse...

so digo isto achas que todos os catolicos, sabem os mandanentos?
e ja agora achas que todos a mesma moral, é que ha muitos que so seguem os designios do Papa que lhes convem.

Gonçalinho disse...

aqueles que não sabem, ou não querem cumprir, os mandamentos, não se podem considerar católicos a 100%, nem o Papa pode ser responsável das escolhas dos católicos.