terça-feira, março 20, 2007

Ideia maluca, assim, sem pensar muito

Primeiro, o problema:

"A preia-mar destruiu uma parte do paredão que protege o Clube de Campismo de Lisboa, na Costa de Caparica, causando inundações. A administração do parque de campismo exige agora que o INAG assuma responsabilidades pelos estragos."

Agora, a ideia maluca:

Drene-se o Oceano Atlântico! Não dá?... Ora... Pode-se sempre tirar o Parque de Campismo dali. É só uma ideia.

4 comentários:

Edgar disse...

isto de andar a culpar o povinho pela culpa de alguns, e o esforço pelo lucro de poucos, dá que pensar...

pensem mas é no que fazem antes ed construir, e assumam o que constroem com todas as consequências inerentes. se fizessem mais vezes os infractores ambientais pagarem os seus erros em vez de os suportar e transportar ao colo, talvez menos asneirada fosse autorizada e posta em pé pelo poder do dinheiro sujo.

enfim, mas é o país corrupto e liberalizado de responsabilidades que temos...

Gonçalinho disse...

Nem ponho a questão na corrupção. É uma questão de inteligência...

Edgar disse...

pah, inteligencia nao entra na equaçao, pq é preciso ter cultura para saber aplica-la, e a inteligencia está em aplicar o conhecimento ao quotidiano, ou usa-lo para produzir novo conhecimento... neste caso, os "inteligentes" sao-no apenas em termos economicos e particulares, pois preocupam-se tao só em criar falsas oportunidades de habitaçao de luxo a quem nao falta dinheiro, mas nada tem na mente para analisar as situaçoes ambientais e de construçao.

aqueles que sao pagos para avaliar e decidir os alvaras de construçao, que detêm o conhecimento, é que nao se ocupam a prever as consequencias e a negar autorizaçoes quando o risco se impoe...

mas tu defendes que, uma vez comprado um terreno, o seu proprietario pode la dentro fazer o que bem entende, desde que assuma pessoalmente as suas acçoes e decisoes...

Gonçalinho disse...

Defendo, e continuo a defender.
O esperto que decidiu construir aquilo no seu terreno é o responsável por aquilo que se está a passar. Mas, como vivemos num país socialista, o Estado resolve. Se não resolve, arca com as consequencias. E o espertinho não &eactute; responsável por nada...