segunda-feira, dezembro 01, 2008

Frio

Está frio por estas paragens. Um frio seco que se instala na pele e nos domina os movimentos. É um encolher de ombros permanente na tentativa de esconder o nariz e a nuca embrulhados naquele cachecol que a minha irmã me ofereceu. Ou a contracção constante de todos os músculos do ventre em tremores espontâneos tentando juntar-se todos na caixa toráxica à procura do calor do coração. Apesar das espessas luvas, as mãos parecem perras na sua posição de garra fechada, não vá a pele que queima de frio começar a cair, alienada. Está tanto frio que as pernas cansadas se recusam a parar, seja para fazer mover o mundo à minha volta, ou marchar sem ritmo nem sentido enquanto as educadas respostas se apressam, condensadas, sorridentes e económicas. Já os pés, embrulhados na espessa meia e escondidos na bota nervosa, deixam-se estar esquecidos na marcha seca que vai servindo de desculpa para que o sangue ainda desça à ponta dos dedos, a medo.
Estou só à espera que neve. Ou que chova. Mas nem a neve é assim tão comum neste bocado do País de Gales, nem a chuva faz o favor de aquecer o ar, por dois graus que sejam.
O céu parecia gozar comigo de tão azul que estava quando fui para a minha primeira aula do dia. Mas não era o pálido azul de um dia morno de fim da primavera na minha ilha natal. Era um azul claro mas pesado como numa piscina funda e fria. Este é um céu que deixa o sol à solta nestes olhos já habituados ao cinzento destes deprimidos vales do sul de Gales, mas que lhe tira a cor que nos aquece a cara. Nem uma leve lembrança de verão me foi permitido sentir no escasso toque deste sol amedrontado.
Só os trabalhos de curso que vou fazendo me distraem os sentidos. E saber que dentro em pouco estarei de volta a Portugal distrai a solidão do ecrã em que escrevo.

4 comentários:

bj disse...

gostei muito do texto;)
penso q "toraccica" não existe e colocaste um "c" a mais..
ca tb está muito frio
bj

Gonçalinho disse...

Corrigido. Agradeço a atenção.

O Peregrino disse...

"Só os trabalhos de curso que vou fazendo me distraem "a" os sentidos."
Emenda lá este também. Gostei do texto; tem algum exagero, nota-se que estás a tentar, e isso pinta-o de excessivamente sensorial. ;) Mas a ideia do céu-piscina está muito bem conseguida, e em poucas palavras traduz a tua sensação básica.

Por aqui está tudo à tua espera, desejoso de te ver e trazer num abraço o pouco do calor de que saudosamente falas. Só mais uns dias, amigo, só mais uns dias...

Gonçalinho disse...

Corrigido.
E tens toda a razão. Eu também acho que está demasiado esforçado. Mas apeteceu-me escrever neste estilo. Apeteceu-me.